Lançamento Virtual

>> Leia trechos da obra: CLIQUE AQUI

>> Compre o livro na Livraria Varejão do Estudante (Av. Manoel Borba, 292, Boa Vista, Recife-PE) pelo telefone: 81. 2123.5853 ou pelo WhatsApp: 81. 99644-1043 ou pelo site http://www.varejao.com.br

A escritora, advogada e diretora do Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco – MAC.PE, Célia Labanca, lança virtualmente o seu novo livro “DE FRENTE PARA O SOL – 110 obras jornalísticas. Um passeio pelo pensamento da autora” editado pela CEPE – Companhia Editora de Pernambuco.
>> Leia trechos do livro: CLIQUE AQUI
>> Compre o livro na Livraria Varejão do Estudante (Av. Manoel Borba, 292, Boa Vista, Recife-PE) pelo telefone: 81. 2123.5853 ou pelo WhatsApp: 81. 99644-1043 ou pelo site: www.varejao.com.br

A obra reúne 110 artigos e crônicas da autora veiculados em jornais, internet e revistas do Estado de Pernambuco durante sete anos, registrados sem ordem cronológica. Os textos compilados assinalam vários temas e tem alguns confessionais que declaram sua fé e o seu desapontamento com as mazelas do país e da condição humana, entre outros.  A crônica que dá título ao livro “De Frente Para o Sol”, faz uma reflexão sobre a importância da interioridade, e das mudanças individuais. – “Assim é que, a minha proposta, e eu adoro propor, é que cada um de nós vivamos como frutos da inspiração divina, indo sem temor de encontro ao sol, compreendendo que a inteligência sem caráter, ou a generosidade dos holofotes somente nos afastam de nós”, afirma no texto, a escritora Célia Labanca.  O escritor, publicitário e membro da Academia Pernambucana de Letras, José Nivaldo Junior, ressalta no prefácio do livro a diversidade temática dos textos: “Que maravilhosa iguaria é este livro. (…) E isso fica  bem demonstrado nos temas diversificados que compõem este livro. Unificados pela marca indelével da dimensão humana diferenciada da autora. Além de um talento literário extraordinário, que se revela em imagens sutis e frases muito bem escritas, que fisgam e enlevam os leitores”

A jornalista, revisora e escritora, Ariadne Quintella, enaltece a trajetória de Célia Labanca, nas orelhas do livro: “Na leitura de sua obra temos a impressão de que somos privilegiados por termos alcançado mais cedo o caminho da verdade traçado por essa escritora, ora revolucionária, ora a serviço da humanidade, sem se descurar de uma linguagem escorreita e descontraída que a aproxima dos grandes escritores nacionais e internacionais, e que manifesta a grandiosidade do seu espírito quando se refere ao ente divino: ‘Creio Nele (Deus), porque creio em mim’ que diz com a convicção do Eterno. Enfim, em Célia Labanca não há o jogo dos subterfúgios (…)”.

CÉLIA LABANCA nasceu no Recife- PE. É bacharel em Direito pela Universidade Católica de Pernambuco, diretora do Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco – MAC.PE. É autora dos romances: “A História Comum de Uma Mulher Qualquer”, “Aminta”, e “A Noite Tem Razão”. É prefaciadora de vários títulos; participou de mais de trinta antologias traduzidas em português e publicadas na França e na Espanha. Articulista de vários meios de comunicação, tendo alguns dos seus textos registrados nos anais da Assembleia Legislativa e da Câmara Municipal do Estado de Pernambuco. Tem artigo publicado sobre o seu livro “A HISTÓRIA COMUM DE UMA MULHER QUALQUER” no Jornal do Brasil, de autoria do escritor Marcos Vinícios Vilaça, à época Presidente da Academia Brasileira de Letras. Está citada no livro “O RECIFE DOS ROMANCISTAS” (2010) do jornalista e escritor Abdias Moura e no “DICIONÁRIO DE MULHERES” de autoria da escritora gaúcha, Hilda Agnes Hübner Flores (2011). É portadora de vários prêmios e títulos literários como o “Diploma Literário Mulheres que Mudaram a História de Pernambuco”, em 2010; Prêmio Tacaruna Mulher – Destaque da Cultura, 2013. Tem o título de “Grão Mestre da Ordem dos Guararapes” por serviços dedicados à cultura.

Deixe uma resposta