Tudo sobre investimentos

A receita operacional

O que é Receita Operacional?

A receita operacional é a receita que uma empresa gera de suas atividades de negócios principais. 

Por exemplo, um varejista produz sua receita operacional por meio da venda de mercadorias, um médico obtém sua receita operacional dos serviços médicos que presta. O que constitui receita operacional varia de acordo com o negócio ou o setor. 

Principais conclusões

  • A receita operacional é gerada pelas atividades de negócios principais de uma empresa.
  • A receita operacional pode ser comparada ano a ano para avaliar a saúde de uma empresa e suas operações.
  • A receita operacional deve ser separada da receita não operacional que ocorre de eventos infrequentes, incomuns ou únicos.
0:59

A receita operacional

Entendendo a Receita Operacional

Distinguir a receita operacional da receita total é importante porque fornece informações valiosas sobre a produtividade e lucratividade das principais operações de negócios de uma empresa.

Apesar do fato de a receita operacional ser registrada separadamente nas demonstrações financeiras, algumas empresas podem tentar mascarar as reduções na receita operacional combinando-a com a receita não operacional. Compreender e identificar as fontes de receita é útil para avaliar a saúde de uma empresa e suas operações. 

Receita Operacional vs. Receita Não Operacional

A receita não operacional é a receita gerada por atividades fora das operações principais de uma empresa. Esse tipo de receita tende a ser pouco frequente e muitas vezes incomum. Exemplos de receitas não operacionais incluem receitas de juros, ganhos com a venda de ativos, processos judiciais e receitas de outras fontes não relacionadas às operações.

Por exemplo, uma universidade privada pode classificar as mensalidades recebidas como receita operacional, enquanto as doações de ex-alunos são consideradas receitas não operacionais (porque não são esperadas nem fazem parte das operações comuns da universidade).

Neste exemplo, a demonstração de resultados da universidade lista primeiro a receita operacional e o lucro das operações e, em seguida, lança a receita não operacional e o lucro, como receita recebida de presentes e doações herdadas. Essa apresentação de informações informa aos revisores dos registros financeiros da empresa que o presente não é uma parte comum dos negócios da universidade. É importante distinguir a diferença porque a receita não operacional pode mudar drasticamente de ano para ano.

Considerações Especiais

Fluxo de caixa

As receitas e receitas não operacionais não produzem entradas de caixa consistentes de um ano para o outro, o que é outra razão pela qual a atividade é identificada separadamente na demonstração do resultado. Para uma empresa financiar as operações da empresa, o negócio deve gerar receita operacional. As empresas que geram receita operacional podem financiar o negócio regularmente sem a necessidade de buscar financiamento adicional, e essas empresas podem operar com um saldo de caixa menor.

Por exemplo, uma empresa pode vender um ativo fixo, como um prédio, no ano atual. Se o prédio for vendido com ganho, o ganho será tratado como receita não operacional no ano em que foi vendido. Essa receita não é esperada como um curso normal de negócios, e a receita única não deve ser usada para avaliar o sucesso das operações primárias da empresa ano após ano.

Preços das ações

Para uma empresa de sucesso, a receita operacional e o lucro são as principais fontes de lucro por ação (EPS), esse índice é uma estatística fundamental para avaliar o preço das ações de uma empresa.

EPS é definido como o lucro disponível para os acionistas ordinários dividido pelas ações ordinárias em circulação. Um negócio bem administrado pode aumentar a receita e a receita operacional encontrando mais clientes e entrando em novos mercados que geram lucros maiores. À medida que o EPS aumenta, muitos investidores e analistas consideram as ações mais valiosas e o preço das ações aumenta.

Deixe o seu comentário
Nome
E-mail
Comente